top of page

Contratos de Arrendamento caem em 17 municípios de Portugal



Em Portugal, contam-se 24 municípios com mais de 100 mil habitantes. E, destes, o número de contratos de arrendamento caiu em 17 entre o verão de 2021 e o verão de 2022, incluindo Lisboa (-13,3%) e Porto (-8,9%). Estes foram os cinco concelhos do país onde houve maior queda no arrendamento de casas entre julho e setembro e o período homólogo:

  • Vila Nova de Famalicão (-20,5%);

  • Setúbal (-15,2%);

  • Loures (-14,2%);

  • Sintra (-14,1%);

  • Lisboa (-13,3%).

Por outro lado, o Instituto Nacional de Estatística (INE) registou um aumento do número de contratos de arrendamento em cinco municípios:

  • Vila Nova de Gaia (9,4%);

  • Funchal (7,7%);

  • Vila Franca de Xira (4,1%);

  • Coimbra (2,4%);

  • Barcelos (2%).

Já em Guimarães (0,4%) e em Braga (0,2%) a quantidade de contratos de arrendamento ficou praticamente estável entre estes dois momentos.


Sem surpresa, foi em Lisboa que foram arrendadas mais casas no verão deste ano, tendo sido assinados um total de 2.346 documentos. E logo a seguir está o Porto, com 1.188 contratos de arrendamento. As duas maiores cidades portuguesas continuam a liderar o mercado de arrendamento mesmo apresentando uma queda no número de contratos face ao ano anterior. Por outro lado, Barcelos (152) e Santa Maria da Feira (176) foram os municípios onde menos casas foram arrendadas.



Fonte: Idealista

Hozzászólások


bottom of page